domingo, 26 de outubro de 2008

Agradecimentos

O Re-utilize se sustenta de, além da re-utilização dos resíduos gerados pela comunidade riograndina, da re-utilização de conhecimentos. Compartilhamos experiências e praticamos troca de favores, por esta razão o projeto tem caráter extensionista.

Aqui queremos fazer um agradecimento especial a colaboração do Senhor Roni Soares Ramos que executou as costuras nas bolsas da linha de objetos acadêmicos. Bolsas desenhadas e confeccionadas especialmente para os alunos das Artes Visuais, para transporte e armazenamento de folhas de desenho em tamanho A3. Nestas bolsas o material utilizado foi o banner de trama em vinil.

Queremos agradecer também, a VONPAR, pela doação de material publicitário de campanhas antigas em banners de plástico que já estão sendo utilizados na confecção de bolsas para uso em compras e praia (moda praia-supermercado).

Já que estamos fazendo agradecimentos, consideramos importante retroceder no tempo e agradecer àqueles e aquelas que desde o início deste projeto, confiaram na nossa iniciativa e nos estimularam e apoiaram.

Assim, expressamos nosso agradecimento muito especial à Profª Maria do Carmo Galiazzi, que além de mensagens de estímulos, tomou a iniciativa de divulgar o Re-utilize no Encontro de Educação de Arte ambiental, bem como de solicitar aos participantes do evento a doação dos banners que estavam apresentando neste evento. A solicitação surtiu efeito e garantiu ao grupo Re-utilize  matéria-prima para dar início aos trabalhos.
Agradecemos ainda à comunidade universitária que respondeu nossa mensagem de doação de banners e que colaborou efetivamente doando material.

Na lista de agradecimentos temos que incluir a empresa Ponto Gráfico que tem doado o material excedente de sua produção gráfica semanalmente, o que faz com que esta empresa seja considerada pelo grupo Re-utilize como um colaborador e parceiro do projeto. 

Obrigada a todos e todas!

Enfim, ao fazer estes agradecimentos, imediatamente fomos levados a fazer um 'balanço' da curta trajetória do projeto e constatamos que, além de atender a seus objetivos, tem transcendido a eles, especialmente no que diz respeito à rede de relações criadas a partir dos contatos que fizemos. O caráter extensionista está traduzido através das colaborações de toda ordem, com distintos grupos, dos diálogos com outros projetos similares, e mesmo de caráter mais científico. Além disto, além do cumprimento da pauta de objetivos, da cadeia de relações construída, é importante destacar um aspecto - aparentemente menos acadêmico, menos científico, menos pragmático - relacionado as reuniões do grupo de voluntários do projeto. As reuniões ocorrem às sextas-feiras, último dia da semana, final de tudo, momento que tradicionalmente o cansaço, e o estresse dele decorrente  costuma tomar conta das pessoas e afetar seu humor e estado de espírito... Pois bem, as sextas-feiras no Re-utilize tem sido marcadas pelo bom humor, pela energia e vontade de trabalhar com prazer, e especial e surprendentemente, um momento de prazer e tranquilidade.

Este, parece ser afinal um tema importante para ser incluido na pauta das reflexões acadêmicas: o que leva e motiva este grupo de pessoas a trabalhar em coisas aparentemente artesanais (afinal para alguns [equivocadamente] é apenas um grupo de 'artesanato'), após uma semana de atividades densas e muito mais 'acadêmicas'? pois... provavelmente não existe uma única resposta, mas todas elas, para serem respondidas, inevitavelmente terão que passar pelo questionamento da qualidade de vida, pelo prazer e bem estar e pela necessidade de ser um pouco mais humanos. Neste momento histórico, no qual, em todos os setores somos estimulados a produzir, produzir e produzir, alcançar e superar estatísticas em um processo sem fim, números (afinal temos que ser pragmáticos e ingressar na cadeia de produção), nos transformamos nos atores de um projeto social que até bem pouco tempo questionávamos, e esquecemos de levar em conta o afeto, o desejo - valores imprescindíveis à qualquer tempo histórico.... Os encontros no Re-utilize revelaram estes anseios guardados em cada um de seus participantes e, num pacto sem a intermediação das palavras, trabalhamos com design de objetos a partir de matérias 'inserviveis', com o enfrentamento das problemáticas específicas de nosso tempo, entretanto, tendo como substrato o prazer e por que não dizer sem nenhuma 'vergonha', com a felicidade momentânea de uma tarde de sexta-feira.


1. Preparação do material e confecção das bolsas moda supermercado-praia.

Um comentário:

Cibele disse...

Bolsas com amplo espaço para carregar as frutas da feira ou as compras do supermercado, assim como as coisas básicas para uma visita e um banho de mar na nossa praia do cassino. Material leve e com facilidade de limpeza!
Aproveite e adquira a sua!!